Oi pessoal!!!

Me desculpem o sumiço. Muito ocupada. XD #cansada

Aqui está o capítulo 202 de Addicted (finalmente!), que está cheio de referências enormes que eu resumi. huahuahauhua

É isso aí. Beijão pra todos! ^3^/
Lena.
______________________________________________




Cap. 202: Uma chegada tranquila no Tibet.



“Que tal este modelo de carro?” Gu Hai perguntou.
Um luxuoso SUV estava sendo exibido na frente de Bai Luo Yin. Era o modelo Land Rover Discovery 3 que tinha acabado de ser lançado a pouco tempo atrás.
Bai Luo Yin respondeu à pergunta com outra pergunta. “Por que você alugou um carro tão caro?”
“O que você quer dizer com alugar?” Gu Hai se encostou na porta do carro enquanto o rosto saudável e iluminado dele escondia um sorriso astuto. “Esse é novo em folha. Eu comprei.” [Lena: Quisera eu ter todo esse dinheiro e toda essa coragem de gastar. XD]
Essas palavras fizeram Bai Luo Yin estreitar os olhos ligeiramente para Gu Hai. Ele examinou as linhas do rosto dele em busca de qualquer sinal de atos maliciosos. “Comprou? Onde você conseguiu o dinheiro pra isso?”
A conclusão não verbalizada por trás das palavras dele eram, ‘Eu pensei que você já tinha passado toda a droga do dinheiro pra mim? Como você conseguiu esconder uma pilha de dinheiro? Diga-me a verdade agora!’
“Você ainda lembra daquele colar de diamante vermelho? Eu vendi.” Um ar de satisfação envolveu o ar em volta deles enquanto Gu Hai olhava orgulhosamente para Bai Luo Yin, como se o que ele tinha feito fosse algo fenomenal.
“Quando você vendeu ele? Como é que eu não sabia nada sobre isso?” Enquanto o olhar de Gu Hai permanecia nele, Bai Luo Yin percebeu que a pessoa diante dele tinha se tornado ainda mais enganador.
“Quando nós ainda estávamos em Pequim, aquela pessoa entrou em contato comigo, ele estava interessado em compra-lo. Naquele tempo, eu só desconsiderei a ideia, mas dois dias atrás ele me ligou de novo. E quando ele fez isso, eu pensei que tinha uma possibilidade de nós precisarmos de um SVU e que era melhor só passar o colar para ele. Em qualquer caso, ele era inútil nas minhas mãos e, honestamente, e se eu perdesse ele um dia? O dinheiro seria perdido cegamente também!”
Gotas grandes de suor se formaram caoticamente pela testa de Bai Luo Yin no momento que ele ouviu aquelas palavras, “Felizmente não trouxemos a escritura da propriedade conosco!” [Lena: Ainda bem!! BWAHAHAHAHA]
“Alugar um carro também não custa um monte de dinheiro? Já que não estaremos usando-o só dessa vez, é melhor apenas comprar um. Depois de nossos exames de entrada na universidade acabarem, o que nós faremos com todo o nosso tempo, ãh? Ainda tem muitos lugares pra onde podemos viajar!”
Com essas palavras, um sorriso insincero se firmou nos lábios de Bai Luo Yin, “Se nós continuarmos passando nossos dias assim, vai sobrar algum exame para nós fazermos?”
“Por que você está pensando tão à frente? Ainda tem mais três meses até lá. Qual é, vamos, vamos, vamos! Entre logo no carro. Nós temos que partir agora, caso contrário estará escuro no tempo que estivermos fora dessa província.”
Bai Luo Yin não se mexeu. Em vez disso, ele encarou Gu Hai com um par de olhos calmos e inexpressivos.
O canto dos lábios de Gu Hai foi puxado de volta. Seu corpo inteiro enrijeceu por um momento, então, como se fosse atingido por alguma força desconhecida, ele relaxou. Ele baixou a cabeça lentamente enquanto sua mão deslizou para dentro do bolso lateral da calça. Ele remexeu até os dedos dele entrarem em contato com a superfície ligeiramente fria de um cartão metálico. Como se fosse parte de uma cena pitoresca em câmera lenta de um filme, ele o passou relutantemente para Bai Luo Yin.
“O resto do dinheiro da venda do colar está todo aí.”
Dessa vez, foram os lábios de Bai Luo Yin que formaram uma curva, “Entra no carro!”
Com isso, as palmas das mãos deles subiram no ar e bateram grosseiramente umas nas outras. HIGH FIVE!!!
O carro novo estava pronto para ter um gostinho da estrada nesta jornada.
Existem duas rotas que podem ser escolhidas para chegar ao Tibet de Qingdao: a Sichuan-Tibet e a Qinhai-Tibet. Depois de uma consideração cuidadosa, Gu Hai e Bai Luo Yin decidiram pegar a rota Sichuan-Tibet para chegar até lá, e a rota Qinghai-Tibet para o caminho de volta. Dessa forma, eles poderiam ver mais paisagens ao longo da jornada deles.
O SUV estava completamente carregado com todas as coisas possíveis que eles pudessem precisar. Antes dessa viagem, Gu Hai tinha pesquisado diligentemente uma lista de itens para levar com eles. Como ele era responsável pela preparação, era apenas natural que Bai Luo Yin fosse responsável pela inspeção. Os dois haviam considerado vigilantemente todas as emergências repentinas que podiam acontecer, assim como os métodos de combate-las.
Três dias depois que eles saíram de Qingdao, os dois chegaram em Chéngdū [1]. Devido a extrema felicidade deles e à inabalável curiosidade por esta cidade, Bai Luo Yin sugeriu que eles ficassem e a explorassem por pelo menos dois dias. Depois de dois dias de diversão, como prometido, eles continuaram a jornada.
[N/T1: Chengdu é localizada na margem das planícies férteis da Bacia Vermelha (apelido da Bacia Sichuan), na Província Sichuan, China. Chengdu tem a reputação de ser uma cidade “relaxada” que enfatiza a cultura e o relaxamento e, como resultado disso e de muito espaço verde, ela está entre as mega-cidades mais habitáveis da China. Ela é creditada com uma boa vida noturna e contendo muitos prédios novos em estilo ocidental no grande centro da cidade. Também é famosa pela falta de sol. XD]
Os dois encontraram incontáveis problemas enquanto estavam na estrada. De carro falhando a construções rodoviárias e mudanças anormais do tempo, e até roubo, eles meio que enfrentaram todos os percalços que qualquer viajante poderia experimentar em seu caminho para o Tibet. Porém, graças à coragem, inteligência e previsão deles, eles foram capazes de superar tudo isso sem muita preocupação. O único problema foi que eles chegaram ao destino deles quatro dias depois do planejado. No tempo que eles chegaram ao Tibet, já era Abril.
Conforme o carro continuava a cruzar tranquilamente a rota apontada, a estrada se elevou, gradualmente e discretamente, quase 3000 metros acima do nível do mar sem eles sequer perceberem. Quanto mais longe eles seguiam, o céu ficou mais e mais claro como cristal. Um a um, os picos nevados das montanhas, envoltos em faixas de nuvens e névoa quase transparente, começaram a aparecer na linha de visão deles, prontamente induzindo suas mentes cansadas de volta à sobriedade.
Os olhos iluminados de Bai Luo Yin imediatamente se voltaram para a janela para dar uma olhada melhor. Não demorou muito para os dedos das mãos e dos pés dele começarem a formigar de empolgação enquanto flashes de luz passavam pelo rosto dele, trazendo um sorriso lindamente evocativo. [Lena: Nyaaa~ Imaginem o BLY com uma carinha de criança que ganhou doce. Que amorzinho! >ω<]
Transbordando de felicidade, ele puxou o braço de Gu Hai, “Rápido, olhe ali. É um antílope tibetano [ver imagem]!”
Gu Hai desacelerou o carro só o suficiente para mantê-lo rodando. Um antílope tibetano marrom avermelhado estava parado a uma distância não muito longe deles. O corpo forte e musculoso dele revelava a resistência necessária para se viver e sobreviver nessa altitude e atmosfera amargamente fria. No momento que ele os viu, o antílope rapidamente disparou para o norte com uma postura graciosa, como se voasse do chão, ostentando as cores vivas da vida.
“Você está tendo alguma dificuldade de respirar?” Gu Hai perguntou enquanto absorvia os traços de Bai Luo Yin.
O trem de pensamentos de Bai Luo Yin foi atraído de volta da visão à frente. Ele tocou no peito. Ele ainda não tinha sentido nada estranho, mas era possível que a excitação suprimisse tudo.
Gu Hai parou o carro e passou para ele um remédio em capsula líquida.
Esse tipo de remédio é tomado com antecedência para se proteger da doença das alturas [2]. Nos últimos dias, os dois vinham tomando-o apropriadamente sem falta. Não surpreendentemente, Bai Luo Yin não gostou do gosto desse remédio. E o seu desgosto ficava ainda mais evidente no modo que ele sempre perdia tempo antes de realmente ingeri-lo. Mas hoje foi diferente. Hoje, ele tomou a capsula antes que Gu Hai pudesse força-lo a isso. Isso foi provavelmente por causa do cenário de tirar o fôlego se desdobrando diante dos olhos dele. É tão bonito que era apenas natural ignorar este pequeno incômodo.
[N/T2: também conhecida como “Mal da montanha” ou “hipobaropatia” e “doença de montanha aguda”, é uma condição patológica relacionada com os efeitos da altitude nos humanos, causada pela exposição aguda à baixa pressão parcial de oxigênio em grandes altitudes.]
“Se você sentir qualquer desconforto, você tem que me dizer imediatamente, OK?” Gu Hai ficava dizendo a ele repetidamente. [Lena: GH é uma mãezona também. Hahahah Tão fofo. ^^]
Bai Luo Yin sempre respondia com um aceno de cabeça. “Não se preocupe, estou bem. Foque na estrada.”
Finalmente, os dois chegaram em Lhasa, Tibet, por volta do meio dia sem mais atrasos.
Depois que o carro parou, Bai Luo Yin imediata e alegremente abriu a porta para sair. A isso, Gu Hai respondeu imediatamente puxando-o de volta. Ele, então, procedeu a prepara-lo para uma aventura ao ar livre. Protetor solar, óculos de sol e até um boné... um a um, ele colocou tudo isso em Bai Luo Yin. E ele simplesmente não permitiria que ele saísse sem tudo isso. [Lena: Mama Gu!!! o(〃^▽^〃)o Adoro como GH está sempre cuidando do BLY. É tão fofo. *u*]
No começo, Bai Luo Yin pesou que Gu Hai estivesse exagerando por fazer um alarde tão grande por um assunto pequeno. No entanto, alguns passos no sol e sua opinião mudou completamente. Ele percebeu que esse cara era bem sábio.
A luz solar aqui era incomumente poderosa, ao ponto em que expor a pele diretamente abaixo dele deixava uma sensação de queimação que parecia rasgar a pele. Não era de se admirar que os Tibetanos tenham a pele bronzeada e pareçam ásperos e valentes.
Originalmente, os dois haviam planejado descansar assim que chegassem ao Tibet, mas eles não conseguiam esperar mais enquanto a excitação corria por suas veias. Eles rapidamente pegaram algo pequeno para comer antes de saírem em direção ao Templo Jokhang [3]. O resto da tarde foi passado se expondo sob o sol escaldante, observando adoradores prosternando-se, entoando as escrituras Budistas e rezando no portão da frente com olhos claros como cristais e expressões sinceras. A visão comoveu Bai Luo Yin profundamente, que pensava ser terrível não ter nenhuma fé.
[N/T3: Templo Jokhang (“Casa do Lorde”. Ver imagens.) em Lhasa, é o local mais sagrado no Budismo Tibetano, atraindo multidões de tibetanos peregrinos e turistas estrangeiros curiosos todos os anos. Ele sedia o Festival de Grande oração (não sei se realmente é chamado assim em português) anual, assim como todas as cerimônias de iniciação para o Dalai Lama e Panchen Llamas.]

Enquanto ele estava sentado ali, observando a cena agitada à frente, uma indefinida sensação retorcida circulou seu peito.
“Eu também deveria rezar.” As palavras de Gu Hai tomaram a atenção de Bai Luo Yin.
Bai Luo Yin lançou a ele um olhar pelo canto dos olhos. “Eles estão rezando para suas próximas vidas. Pelo que você vai rezar?”
“Eu não vou rezar pela próxima vida. Meu único desejo é ficar ao seu lado pelo resto da minha vida.”
Bai Luo Yin foi incapaz de esconder o calor que disparou de seus olhos, nem o sorriso que tocou seus lábios. Ele gracejou, “Em nome de Buda, estou aqui para ajudar sua alma a encontrar paz na próxima vida!” [Lena: ARG! Eles são muito fofos! E BLY, é isso mesmo – encontrar paz na próxima vida e nessa. hahaha]
“Hahahah!!!”
No caminho de volta do Templo Jokhang, os dois foram a um famoso restaurante Tibetano local. Lá eles beberam genuíno vinho de cevada Tibetano das montanhas [4], provaram o sabor único do chá de manteiga [5] e cometam autêntica carne de cordeiro. Infelizmente, como os dois ainda não estavam acostumados com a comida tibetana, essas coisas não os satisfizeram. Eles imediatamente expressaram sua fome contínua depois de terminarem suas refeições.
[N/T: [4] Vinho de cevada Tibetano, também chamado de “Qiang” na língua tibetana, é feito do principal grão do Tibet, a cevada. [5] Chá de manteiga, conhecido como Po cha no Tibet, é uma mistura feita de chá preto, água, sal e manteiga de Iaque – um bovino comum em alguns locais da Ásia. Saiba mais AQUI.]
Chá de manteiga
Para ficarem satisfeitos, os dois foram a um pequeno restaurante de macarrão que eles viram e pediram duas grandes tigelas de macarrão cada.
No tempo que eles deram entrada no hotel, o céu já estava escuro. A temperatura no Tibet era completamente diferente do dia para a noite, então no momento que Bai Luo Yin pisou fora do carro, ele foi devastado por arrepios indescritíveis que subiam pela espinha dele. Rápido em notar isso, Gu Hai colocou um dos braços em volta dele. Com isso, os dois entraram no hotel lado a lado.
Uma vez que eles finalmente conseguiram tomar um banho, Gu Hai e Bai Luo Yin descobriram que, para seu desânimo, eles tinham sido expostos demais ao sol. Apesar deles terem tomado as medidas apropriadas para se protegerem, a parte detrás de seus pescoços ainda ficou queimada de sol ao ponto da pele deles descascar. Isso não era nada. O que deixou a aparência ainda mais miserável foi que a área coberta pelos óculos de sol e as áreas que não foram cobertas simplesmente estavam com dois tons completamente diferentes. Só foi preciso uma olhada no espelho para ficar claro para os dois rapazes que a ‘beleza’ deles havia sido destruída.
Enquanto Gu Hai aplicava a pomada gentilmente para Bai Luo Yin, ele se sentiu especialmente lamurioso. “Olha, sua pele está tão queimada que até a pele suave está exposta. Está doendo?”
“Um pouco,” disse Bai Luo Yin enquanto inspirava profundamente.
Quando foi a vez de Bai Luo Yin aplicar a pomada em Gu Hai, ele notou que não tinha áreas queimadas distintas na pele dele, mas, em vez disso, ela estava apenas meio vermelha e entorpecida ao toque. Conforme ele continuava, ele não podia evitar de suspirar, “Sua pele era tão bonita antes. Agora que foi queimada assim, eu me pergunto quando ela vai estar normal de novo.”
Os olhos de Gu Hai se acenderam de repente. “Minha pele era muito bonita?!”
Bai Luo Yin ficou envergonhado de dizer isso, mas, apesar das mãos de Gu Hai serem um pouco ásperas, a pele do resto do corpo dele era bem suave e bonita de se olhar. Especialmente porque ela envolvia tão bem os músculos tonificados dele. Então, sempre que ele passava a mãos por aqueles músculos suavemente esculpidos, a sensação era extremamente boa ao toque. Aliás, essa também era uma das características dele que excitavam Bai Luo Yin.
“Não é ruim.”
Ao ouvir isso, os olhos de Gu Hai foram atingidos por admiração. “Como é que você nunca mencionou isso antes?” [Lena: Porque ele é tímido? hahaha]
“Por que eu diria isso do nada?” Bai Luo Yin não deu atenção a isso.
Gu Hai, por outro lado, se sentiu um pouco agitado. “Por que você não pode dizer? Sempre que transamos, eu sempre lhe elogio dizendo que seus lábios são doces, suas pernas são longas e retas, sua bunda é redonda e carnuda e o quanto seu pequeno buraco é faceiro e tentador enquanto me suga pra dentro. Pense nisso, pelo que você já me elogiou antes? Naquele dia, você só me elogiou por ter um pau grande depois de ser fodido até chegar ao clímax de prazer tantas vezes..... e você só disse isso depois que eu lhe forcei a dizer.” [Lena: OMG!!! Mata de vergonha logo! (*≧艸≦) KKKKKKKKKKKKKKKK]
“Seu..!”
Bai Luo Yin apenas encarou Gu Hai. Ele queria empurrar Gu Hai contra o espelho da cama imediatamente.
Antes de ir pra cama, Bai Luo Yin assistiu enquanto Gu Hai mexia com um pedaço de algodão. Ele usou um par de tesouras para cotar um buraco no centro do pano antes de medir grosseiramente o tamanho do rosto dele com a própria mão. Quando ele sentia que o tamanho do pano não encaixava no rosto dele, ele continuava cortando um pouco mais.
Ai, ele arruinou isso cortando demais!
Percebendo isso, ele pegou outro pedaço de pano e começou a cortar de novo até que saísse perfeitamente.
Finalmente, incapaz de se segurar por mais tempo, Bai Luo Yin perguntou, “O que você está fazendo?” Ele simplesmente não conseguia compreender o que Gu Hai estava fazendo.
Sem levantar a cabeça da tarefa em mãos, Gu Hai meramente respondeu, “Estou fazendo uma máscara.”
“Uma máscara?” Bai Luo Yin perguntou. Ele ficou mais intrigado que antes. “Por que você está fazendo uma máscara?”
“Para eu poder usar no meu rosto quando saímos amanhã. Eu acho que, na hora que voltarmos, o queimado do meu rosto finalmente terá uniformizado.”
Com olhos questionadores, Bai Luo Yin pegou a invenção criativa de Gu Hai e usou-a para cobrir seu próprio rosto. Depois de fazer isso, ele notou imediatamente que a máscara só expunha os olhos. Isso fez ele entender totalmente o que Gu Hai queria que acontecesse, e ele não podia evitar de admirar a imaginação dele. [Lena: Huahuahuahuahua Mas vai andar igual um bandido pela rua. XD]
“Você quer que eu faça uma pra você?” Gu Hai perguntou. Era óbvio pelo tom dele que ele estava transbordando de felicidade.
Bai Luo Yin balançou a cabeça lentamente, “Guarde isso para si mesmo. Quando você vesti-la para sair amanhã, fique o mais longe possível de mim e não diga a ninguém que nos conhecemos.”
Gu Hai sorriu afetadamente. “Você realmente não sabe o que é bom!”
Dando um olhar rápido a Gu Hai, Bai Luo Yin bufou e riu. “Se eu realmente não sei o que é bom, então como me apaixonei por você?” [Lena: Nyaaaa~ Kawaii! σ(≧ε≦o)]
Os olhos calorosos de Gu Hai levantaram imediatamente enquanto ele tentava atacar Bai Luo Yin. Ele estava tentando arrumar a cama rolando sobre os pedaços de pano e linhas quando Bai Luo Yin o chutou para fora em irritação. Sem uma opção melhor, Gu Hai decidiu limpar e arrumar a cama corretamente antes de se deitar.
Primeiro Mestre Bai o elogiou e disse que ele tinha uma pele bonita. Então, sem qualquer aviso, ele disse que tinha se apaixonado por ele. Com esses pensamentos circulando em sua mente, ele foi transportado rapidamente para um mundo de autossatisfação por quase dez minutos.
Gu Hai começou a se tocar descaradamente e a gemer em uma tentativa de seduzir Bai Luo Yin. Isso é, até ele levar outro dos chutes ferozes de Bai Luo Yin. [Lena: KKKKKKKKKKKK Contenha-se, GH! XD]
Logo as luzes no quarto foram apagadas... exceto uma. De um canto, iluminava uma cintilação de luz que era acompanhada por uma fragrância amanteigada natural que se espalhava pelo quarto inteiro.
Quando Gu Hai procurou pela fonte da luz, ele descobriu que ela vinha de uma pequena luminária que Bai Luo Yin estava apertando nas mãos dele.
Os olhos muito claros de Bai Luo Yin seguiam o movimento da luz que se movia lentamente de um lado para o outro no rosto dele. Em segundos, a seriedade que desenhava o perfil do rosto dele lentamente suavizou e alisou.
Quando Bai Luo Yin sentiu que Gu Hai estava observando-o, ele se virou para ficar de frente para ele. Um sorriso caloroso pintou o rosto dele. Ele disse suavemente, “Olha! É uma lamparina de manteiga [6]!”
[N/T6: A luz da chama de uma Lamparina de Manteiga simboliza a sabedoria da mente desperta, dispersando a escuridão da desilusão e obscurecimentos mentais. Lamparinas de Manteiga são usada em quase todo Templo tibetanos, casa e altar. As velas delas são tradicionalmente feitas com manteiga de ghee. As lamparinas são normalmente feitas de prata, bronze, cobre ou metal branco.]


Aos olhos de Gu Hai, aquele sorriso – aquele lindo sorriso de tirar o fôlego iluminado pela luminária – era muito puro e caloroso. Era um tesouro que ele não trocaria por nada nesse mundo. Ele se deleitou na glória despretensiosa daquele sorriso, absorvendo a mágica deste momento simples.
Quando os olhos deles se encontraram, Gu Hai não podia evitar de envolver o ombro de Bai Luo Yin com os braços e colar o rosto gentilmente no dele.
Essa ação fez Bai Luo Yin sorrir. Ele cuidadosamente colocou a luminária de manteiga de volta em seu local original e estava se inclinando de volta, preparando-se para dormir, quando a mão de Gu Hai se estendeu de repente para tocar a testa dele.
“Você está com uma febre baixa.” Gu Hai disse seriamente.
“Mesmo? Eu não me sinto desconfortável nem nada.” Bai Luo Yin respondeu casualmente.
Gu Hai rapidamente acendeu a luminária do criado-mudo e saiu da cama. Antes que Bai Luo Yin sequer pudesse perguntar o que ele estava fazendo, Gu Hai já estava na porta. Um curto tempo depois, Gu Hai voltou para o quarto acompanhado de um médico que mediu a temperatura em uma das axilas dele. Realmente era uma febre baixa, mas era grave.
Bai Luo Yin deveria ficar bem depois de tomar algum remédio antipirético.
Apesar do médico tranquiliza-los várias vezes de que Bai Luo Yin ficaria bem, Gu Hai ainda assim se sentia desconfortável. Ele não dormiu a noite toda. Ele simplesmente abraçou Bai Luo Yin com firmeza. Em seu coração, ele temia que alguma coisa inesperada pudesse acontecer se ele piscasse ou tirasse seus olhos dele apenas um pouco. Ele tinha ouvido muitos boatos de que pegar um resfriado no alto do planalto era grande coisa que ninguém jamais deveria negligenciar. Em alguns casos, uma simples febre podia piorar significantemente em apenas um dia, levando a um edema pulmonar de alta altitude [7], uma doença potencialmente fatal.
[N/T7: Uma doença de montanha aguda severa também pode tomar a forma de Edema Pulmonar de Grande Altitude, que é quando há o acúmulo excessivo de fluido nos pulmões (tanto no próprio tecido pulmonar quanto no espaço normalmente usado para as trocas gasosas). Isso significa que o pulmão indivíduo fica incapaz de realizar corretamente a troca dos gases, então a pessoa não consegue ter oxigênio suficiente. Os sintomas podem incluir dificuldade respiratória, tosse, respiração crepitante e dor torácica. Também pode ocorrer alterações de consciência devido a hipoventilação. Geralmente ocorre acima de 2500 metros de altitude.]
A febre de Bai Luo Yin havia passado completamente de manhã cedo no dia seguinte. Com isso, os dois saíram em uma jornada para Lago Namtso [8].
[N/T8: Namtso – Tibetano para “Lago Celestial”, geralmente é descrito como sendo próximo do paraíso por sua grande altitude, beleza impressionante, água de um azul puro e associações espirituais. É o lago de água salgada mais alto do mundo.]

O Lago no inverno.
O Lago na Primavera (BLY e GH estão lá nesse período).

Este lago se localizava no planalto mais alto e era uma das mais belas obras-primas de Deus. Seria impossível para qualquer um definir o tipo de majestade e ilimitada beleza que ele possuía. Nem seria possível sentir a serenidade que ele tinha sem estar lá fisicamente para se imergir nela. A água azul-celeste do lago era como uma gota translúcida de lágrima brilhando na base de uma montanha nevada. A névoa que se espalhava ligeiramente na superfície da água se estendia no horizonte sem fim, deixando a luz do sol brilhar através dela. A mesma névoa pintava as bordas do lago, fazendo-o parecer com um paraíso.
Ficar parado na margem do lago faz uma pessoa se sentir como se há tempos tivesse sido removido desse mundo, e todo o seu espírito parece ter sido lavado completamente pela água que fluía gentilmente pelo lago.
Andando pela vasta e magnífica pradaria, olhando as marmotas, lebres selvagens e gazelas enquanto escuta ao som maravilhoso de camadas de gelo derretendo, todos os sofrimentos que os dois tiveram que suportar antes, de repente, se tornaram minúsculos e insignificantes em comparação a toda a beleza que estava diante deles.
*****

21 Comentários

  1. Que amor♡♡ tudo que eu precisava pra melhorar minha semana♡

    ResponderExcluir
  2. Só temos mais 6 capítulos da "Vibrante Juventude" dos meninos! Chegamos tão longe. Já tô ficando com saudade.

    ResponderExcluir
  3. Oi Lena...saudades de vc..td bem? amei este capítulo...gentem que amor é este do Gu Hai pelo BLY...ai ai...deu um pouco de apreensão quando o BLY ficou com febre..ufa tomara que não seja aqueles dramas que um morre no final...o coração num guenta....bjs e obrigada!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Lena td bom? Sdds de vc <3
    Amei o cap, meu coração já tá ficando apertado só de pensar q falta pouco pra terminar essa temp.

    ResponderExcluir
  5. Lena, ficou lindo este capítulo da viagem de GH e BLY ao Tibet: a sua tradução, suas notas, comentários e as fotos inseridas... parece que estávamos lá! E BLY? Será que a baixa oxigenação das alturas o deixou mais doce? Quem resiste a "Se eu realmente não sei o que é bom, então como me apaixonei por você?"...humm? Quem? Que merecido para GH, pois ele é um meninão fofo! Thanks a lot, Lena!

    ResponderExcluir
  6. Simplesmente lindo não quero que acabe nunca. Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  7. Aí muito amor não aguento meu coração fica aquecido ♥️, vlw Lena 😘

    ResponderExcluir
  8. Ai amo esses capítulos em que são somente eles dois curtindo como um jovem casal, seis capítulos para o final do livro um e já to ansioso pra saber o que acontece no final que faz se estender para o livro 2. Obrigado pela tradução Lena

    ResponderExcluir
  9. Nossa que Love! Amei esse capitulo. Tão fofo! Muito obrigada Lenaaaaaa S2 suas referencias são valiosas para nos ajudar a imaginar as coisas :)

    ResponderExcluir
  10. Ownnt que capítulo mais fofo ❤️

    ResponderExcluir
  11. Que capítulo lindoooo, Lena! Gente, como aguentar esse apaixonado e tarado Gu Hai e o apaixonado e tímido Lou Yin?!?!��❤��❤��. Obrigada por mais esse maravilhoso capítulo, Lena!!!

    ResponderExcluir
  12. Lindo capítulo gente do céu obg lena😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘😘

    ResponderExcluir
  13. Que lindo capítulo! 😍😍😍😍 morri com tanta fofura.
    Parabéns pelo trabalho Lena!

    ResponderExcluir
  14. Eu quero um marido desi pra min 😍😍😍😍😍 como posso conseguir 👈

    ResponderExcluir
  15. Amei! É verdade que você fará um especial lançando os 3 últimos capítulos no mesmo dia ?

    ResponderExcluir
  16. Terminei tristemente este último capítulo. Estou, agora, em pé de igualdade com todos. Só me resta esperar por mais uma dose do vício! Tamos nessa!

    ResponderExcluir
  17. Lena meu amor! Muito obrigada linda!🌸 Descanse bem e não fique doente🌈☝ Fighth Lena🍃🐼 Min te ama😚 não tenho oq falar desses dois😍 É bom começarem a contar mais sobre a relação deles e vir mais capítulos +18 não é?? Kkkkkkkk 😂😂😂 ❤ bye amore!! Até o próximo! ^^

    ResponderExcluir
  18. Gente aaaaa
    Estou com tanta saudades do Meng e do You qi...
    Ja estou cansadinha de sempre vir aqui e nada deles..
    Não tem nenhuma noticia dos meus bebes? ;-;

    ResponderExcluir
  19. Eu passei três dias lendo incansável essa história muito linda guando vai ter mais🙇 parabéns pelo trabalho 😚

    ResponderExcluir
  20. oiee vc ainda vai continuar traduzindo advence bravely?

    ResponderExcluir