Annyeong, gente! ^^/

Eu sei que alguns de vocês já estavam em abstinência, então aqui está uma dose do vício. =D Eu tentei postar mais cedo, mas a internet resolveu falhar bem na hora! XD

Beijos~         
Lena.

___________________________________________________




[Vol. 2] Capítulo 42: Outro movimento desnecessário.





No fim da tarde, Gu Hai estava cantarolando uma música enquanto preparava um lanchinho romântico para sua amada esposa quando, de repente, ele ouviu o barulho da porta abrindo. Ligeiramente aturdido, ele colocou a cabeça para fora da cozinha apenas para ser cumprimentado pelas costas ousadas e confiantes de Bai Luo Yin.
“Como é que você fugiu de lá?”
Havia uma ponta de cigarro pendurada frouxamente na boca de Gu Hai enquanto ele manuseava a faca habilidosamente. Honestamente, era uma aparência bem descolada.
Bai Luo Yin estava apoiado na porta parecendo irritado – ainda assim não estando – enquanto olhava fixamente para Gu Hai.
“Foi você que fez Lao Zhou ser hospitalizado, não foi?”
Gu Hai lançou um olhar para Bai Luo Yin antes do canto da boca dele levantar em um sorriso, “Oh? Você veio aqui para me elogiar pessoalmente?”
À essas palavras, as sobrancelhas marcantes de Bai Luo Yin se torceram imediatamente, “Foi mesmo você!!”
Notando o tom na voz de Bai Luo Yin, o sorriso no rosto de Bai Luo Yin desapareceu gradativamente. Ele rapidamente apagou o fogo e colocou a comida no prato enquanto o som chiado da carne fritando se demorou nos ouvidos deles.
“Você não está sendo ultrajante demais?” Bai Luo Yin disse se aproximando de Gu Hai.
O tempo inteiro, Gu Hai estava lavando as mãos com as costas voltadas para Bai Luo Yin. De repente, ele se virou rapidamente e passou a mão molhada nas bochechas de Bai Luo Yin.
“Estão mais macias que antes,” Gu Hai disse, ainda sem agir adequadamente. Bai Luo Yin afastou as mãos dele amargamente, fazendo o ciumento Gu Hai perguntar imediatamente, “Você ainda sente pena dele?”
Bai Luo Yin retorquiu com irritação, “Não é que eu sinta pena... Eu só acho que não era a coisa certa a fazer, okay? Mesmo que ele tenha sido um pouco duro comigo, esse é só o estilo de treinamento dele. Isso não tem nada a ver com sentimentos pessoais. Quanto mais severo ele é nas exigências comigo, mais isso prova a confiança que ele coloca em mim. Falando francamente, ele fez aquelas coisas pelo meu próprio bem.”
“Pelo seu próprio bem?” Gu Hai grunhiu friamente, “Isso é só ele tratando você como uma ferramenta! Uma ferramenta, entende?! É exatamente como você trata um avião de combate. Ele está usando todos os meios possíveis para melhorar o seu desempenho para que você se torne ainda mais útil pra ele! Isso, simplesmente, não tem nada a ver com sentimentos pessoais!” [Lena: Sim, você está certo, mas se ele vai ter que se meter em combates reais, é melhor que ele tenha o melhor desempenho possível, não? -_-‘ Claro que também não justifica a atitude do outro lá... =.=]
O tom de Bai Luo Yin ficou lento, “Mas ele não está, indiretamente, me ajudando a ter sucesso?”
“Apalpar seu pau pode te ajudar a ter sucesso?” Gu Hai deu uma risada irônica, “Isso é bom, então. Eu também fritei o pau dele, então, talvez, depois que receber alta do hospital, ele será promovido de Tenente Coronel para General!”
Um ar de choque se formou nos olhos de Bai Luo Yin, “O que? Você...!!”
“Olha só você ficando todo nervoso!” Gu Hai exclamou enquanto o ciúme dele vinha surgindo novamente, “Que benefícios ele conseguiu pra você pra fazer você se importar tanto com ele?!” [Lena: Aff...]
A ira circulando pela mente de Bai Luo Yin fez o punho dele atingir cruelmente o estômago de Gu Hai. “Vai se foder! Você está sendo cruel demais!! E aquele é Zhou Ling Yun, não uma lâmpada que você pode simplesmente apagar! Se você realmente o deixasse aleijado, ele definitivamente não te deixará viver confortavelmente!”
Mesmo depois de ouvir isso, Gu Hai simplesmente tocou no ombro de Bai Luo Yin, “Então, apenas deixe seu Tenente Coronel vir com tudo o que tem!”
Bai Luo Yin continuou no mesmo lugar mesmo depois de Gu Hai já ter levado a comida para a sala de jantar.
Alguns minutos depois, Bai Luo Yin o seguiu, porém, exatamente quando ele estava prestes a sentar para comer, a pessoa do outro lado da mesa disse estranhamente, “Pessoas ingratas não são bem-vindas aqui. Por favor, vá comer em outro lugar!”
A raiva de Bai Luo Yin se elevou até que traços de fogo pudessem ser visto circulando nos olhos dele. Mesmo que você não queira que eu coma, eu ainda vou comer, porra! Já foi difícil o suficiente esperar por um dia que Lao Zhou não estivesse na base... e agora que finalmente consigo dar uma saída para respirar ar puro, você não vai me deixar ter a porra de uma prova de comida caseira recém-feita!!
“Ei, ei, ei! Seja um pouco mais consciente! Não fale sobre ajudar os outros em vez da pessoa que é mais próxima de você [1]. E não faça uma cara tão sem vergonha quando está comendo! Solte os kuàizi. Quem lhe permitiu pegar comida?...”
[N/T1: 胳膊肘往外拐 (gēbó zhŏu wăngwài guăi), literalmente “virar seu cotovelo para fora”, implicando que você está tentando contrariar a normalidade. Por esse motivo, significa ajudar outro alguém em vez de ajudar a pessoa mais próxima de você (o que causará mal para esta pessoa). ]
Infelizmente, enquanto Gu Hai estava resmungando infinitamente, Bai Luo Yin já tinha aproveitado a chance para comer toda a comida boa.
Quando Gu Hai estava ocupado lavando a louça na cozinha, Bai Luo Yin achou chato ficar sentado sozinho na sala de estar, então ele pegou o burro e começou a brincar com ele. No momento que Gu Hai ouviu o som de seu filho, ele colocou a cabeça para fora para uma olhada, só para ver Bai Luo Yin sorrindo alegremente. Aquela aparência infantil era especialmente comovente, fazendo o coração de Gu Hai se transformar em uma bola de algodão.
Exatamente quando Bai Luo Yin virou a cabeça na direção dele para dar uma olhada, Gu Hai recolheu imediatamente aquele olhar cálido e exigiu friamente, “Solta o meu filho!” [Lena: Kkkkk Adoro!]
Entretanto, em vez de soltar o burro, Bai Luo Yin colocou a cabeça do mesmo entre suas pernas e o deixou se sacudindo voluntariamente. O olhar de êxtase que cobriu os olhos dele perfurou instantaneamente o frágil coraçãozinho de Gu Hai. [Lena: BWAHAHAHAHAHA BLY sabe o poder que tem. XD]
Seu filho da puta! Gu Hai xingou mentalmente, você só sabe como usar esse tipo de truque pra me controlar!
Depois que Gu Hai terminou de limpar, ele voltou para a sala de estar e viu Bai Luo Yin deitado confortavelmente no sofá.
“Vai dormir no seu dormitório! Tolos ingratos não têm autorização pra ficar aqui!”
Bem quando essas palavras se dispersaram, Bai Luo Yin levantou.
O peito de Gu Hai se apertou no mesmo instante. Porra, ele vai mesmo embora?
Enquanto ele estava ocupado se preocupando, o pé de Bai Luo Yin deu uma virada repentina na direção do banheiro e entrou logo em seguida. Logo depois, o som de água sendo derramada chegou nas orelhas empertigadas de Gu Hai, fazendo, de alguma forma, um capim setária [2] aparecer magicamente no meio do coração dele... causando uma comichão até que aquele coração dele doesse!
[N/T2: Refere-se àqueles ‘matinhos’ que têm espigas com cerdas, parecendo um rabo peludo. Na China, o nome é 狗尾巴草 (gŏu wĕibā căo), que significa “grama rabo de cachorro” XD. Ver imagem.]
Em menos de cinco minutos, Gu Hai entrou no banheiro casualmente como um gato selvagem.
Uma vez que os dois estavam acomodados confortavelmente na banheira, Bai Luo Yin limpou e massageou as costas de Gu Hai. Então, depois, Gu Hai se virou para ficar de frente para ele e esfregou Xiao Yin Zi.
Bai Luo Yin não pôde evitar de perguntar, “Como exatamente você machucou Lao Zhou?”
Já que o assunto foi mencionado novamente, Gu Hai se sentiu bem orgulhoso de si mesmo. Ele imediatamente contou a Bai Luo Yin todo o processo, do começo ao fim, incluindo os preparativos iniciais, os vários obstáculos e os planos de contingência de emergência. Em resumo, aquele era um design muito meticuloso e bem pensado.
Enquanto ouvia tudo, Bai Luo Yin encarou Gu Hai com descrença, “Wow, eu não esperava por isso! Você realmente entende do que faz!”
“É claro,” Gu Hai deu um riso abafado de forma descontraída, “Toda minha honestidade e bobagens são reservadas apenas a você. Ninguém mais tem sorte suficiente para experimentar isso.” [Lena: Isso a gente já sabia. Hehehe]
O humor de Bai Luo Yin ficou relaxado instantaneamente.
“Não se mexa!” Gu Hai virou bruscamente a cabeça de Bai Luo Yin para si mesmo antes de aproximar seus olhos, “Tem uma espinha no seu rosto!”
“Me dá um tempo!” Bai Luo Yin tentou empurrá-lo.
Mas Gu Hai o abraçou imediatamente enquanto sua respiração quente flutuava na orelha de Bai Luo Yin.
“Como você sabia que eu queria te beijar?”
Sem dizer nada, Bai Luo Yin foi em frente e mordeu a bochecha de Gu Hai primeiro.
Gu Hai sorriu muito gentilmente até, “Você é tão mau!”
Depois do banho, os dois estavam sendo carinhosos um com o outro na cama quando Bai Luo Yin perguntou de repente, “Da Hai, depois que eu fui embora, você voltou ao nosso apartamento no International Trade Building[3]?” [Lena: Parece ser o nome do prédio, por isso deixei assim. Fica algo como “Prédio de Comércio Internacional”.]
[N/T3: Referência ao capítulo 208 do Vol. 1, onde BLY cozinhou para GH antes de partir.]
As mãos de Gu Hai, que estavam passeando apaixonadamente pelas costas nuas de Bai Luo Yin, pararam de repente. Ele respondeu suavemente, “Fui uma vez. O que aconteceu?” [Lena: Assunto tabu. >.<]
“Então, as comidas ainda estavam sobre a mesa quando você passou por lá?”
“Que comida?” Gu Hai perguntou, seu rosto tomado pela confusão.
A expressão de Bai Luo Yin mudou. Depois de pensar com cuidado, ele deveria ter esperado por isso. Alguém deve ter ido ao pequeno ninho deles antes que Gu Hai tivesse a chance. Ele calculou que os pratos que ele havia preparado pessoalmente já teriam, há muito tempo, alimentado as moscas.
“O que está acontecendo?” Gu Hai perguntou de novo, pressionando sua testa na de Bai Luo Yin.
“Não é nada,” Bai Luo Yin beliscou a nuca de Gu Hai com toda a força, “Um dia desses, vou cozinhar uma refeição pra você!”
“Você?” Gu Hai riu até seu queixo quase cair, “Vai ser comestível?”
Bai Luo Yin bufou friamente, “Mesmo que não seja, você ainda vai ter que comer!” [Lena: Rlx, baby. Ele vai comer e lamber os pratos. Hahaha]
“Por que você é tão ruim?” Gu Hai perguntou antes de lamber intimamente a ponta do nariz de Bai Luo Yin.
Bai Luo Yin soltou um fraco ‘é claro’ seguido por um leve gemido, então ele se virou e pressionou Gu Hai embaixo de si.
__
No fim de semana, carregando uma sacola de pequenos tônicos, Bai Luo Yin foi ao hospital com um coração incomparavelmente pesado.
Antes de entrar no quarto de Zhou Ling Yun, Bai Luo Yin já estava preparado mentalmente para ser bombardeado. Ele até foi ao ponto de desenhar o rosto irado de Zhou Ling Yun em sua mente e, mesmo sem entrar, ele podia imaginar qual seria a reação dele ao vê-lo.
No entanto, tudo foi além do que ele havia antecipado.
O estado psicológico de Zhou Ling Yun estava muito bom... isso é, pelo menos superficialmente não se podia ver nenhuma indicação de opressão. Pelo contrário, a aura dele parecia bem revigorada. Porém, apesar de ele estar com uma roupa hospitalar, a sua conduta militar opressiva não podia ser escondida.
Vendo aquele rosto, alternativamente, Bai Luo Yin se sentiu um pouco apreensivo.
“Por que você não está entrando?” Zhou Ling Yun perguntou vagamente.
Bai Luo Yin sorriu de forma desajeitada, “Eu temia que você não me deixaria entrar.”
Zhou Ling Yun sorriu e sua expressão autoritária foi exposta. Honestamente, era como se ele não fosse a pessoa que Gu Hai havia atormentado e humilhado.
“O que? Por que eu não lhe deixaria entrar? Na verdade, eu estive esperando por você já a vários dias. Todo mundo já veio me ver, mas você é o único que foi lento em aparecer. Normalmente, eu não lhe trato tão mal assim, certo? Você sempre, animadamente, me respondeu em desafio, ainda assim, por que quando eu estou ferido você nem dá importância?”
Quanto mais Bai Luo Yin ouvia, mais desconfortável ele se sentia. O que diabos ele está tentando dizer?
Vendo a expressão apreensiva no rosto de Bai Luo Yin, Zhou Ling Yun o consolou imediatamente, “Não leve a sério o que aconteceu. Estou claramente ciente de que você e seu irmão são duas pessoas diferentes. Mesmo que Gu Hai tenha mexido comigo intencionalmente pelo seu bem, eu sei que você não o provocou a fazer isso.”
Ouvindo essas palavras, Bai Luo Yin sentiu-se um tanto em desacordo. Enquanto ele estava parado na frente de Zhou Ling Yun com esse tipo de mentalidade, ele não podia evitar de se sentir especialmente insignificante de repente.
“Mostre seu espírito militar! Para onde foi toda sua energia e natureza rebelde? Você está aqui só para me deixar ver a parte detrás do seu pescoço?” Zhou Ling Yun disse abruptamente.
Bai Luo Yin esticou a coluna imediatamente.
Zhou Ling Yun revelou outro sorriso inexplicável, “Eu quero lhe perguntar uma coisa.”
“Por favor, vá em frente,” Bai Luo Yin olhou seriamente para Zhou Ling Yun.
De repente, um toque de maldade se assentou nos olhos de Zhou Ling Yun enquanto ele olhava para Bai Luo Yin; esse olhar era do tipo que fazia o coração de Bai Luo Yin afundar.
“Você e Gu Hai encontram um ao outro em particular com frequência?” [Lena: Pff. Nah, mas quando, menino! XD]
O peito de Bai Luo Yin se apertou enquanto ele olhava diretamente para Zhou Ling Yun, incerto sobre o que ele queria dizer.
“Se você mantém contato frequente com ele, posso lhe incomodar a passar uma mensagem para ele? Estou muito interessado nele. Convide-o para sair comigo para beber qualquer dia.” [Lena: Esse homem é casado com as forças armadas, mano... É só o que ele pensa. -_-“]
Toda a pressão que tinha se acumulado no peito de Bai Luo Yin quase explodiu depois que essas palavras dispersaram.
“Tenente Coronel, se você está com raiva, desconte em mim! Tudo isso aconteceu por minha causa! Estou disposto a assumir toda a responsabilidade.”
“Você está enganado. Eu realmente gosto dele,” Zhou Ling Yun disse seriamente com olhos brilhantes.
Bai Luo Yin quase cuspiu sangue.
Permanecendo calmo e circunspecto, Zhou Ling Yun brincou com o isqueiro em sua mão, então sorriu levemente para Bai Luo Yin, “Para falar a verdade, ele tem o mesmo comportamento maldoso que eu tinha quando era mais jovem!” [Lena: *cai*]
Todo o sangue do corpo de Bai Luo Yin coagulou imediatamente. Ele não podia deixar de sentir ligeiramente que Zhou Ling Yun não estava de brincadeira. [Lena: E não está. Ele quer adotar seu boy. XD]
*****

20 Comentários

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. 🤣 Ele quer adotar ou ter, BLY melhor abrir o olho ambos são objetos não é sempre você que será o alvo de algum tipo de desejo 😍 Saudade desses dois 😘

    ResponderExcluir
  3. Adorei o capítulo, tava morrendo de sdd desses dois, obrigada pela tradução Lena ❤
    Espero que saia logo um capítulo de AB 😢

    ResponderExcluir
  4. A gente que Capítulo foi cheio de novidades Eu acho que zhou ling yun está afim do Gu hai cuidado bai luo yin Eu tô achando que você vai ter muita dor de cabeça e ciúme toma conta do seu marido 😁😁😈😈lena você é maravilhosa beijos

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pelo trabalho MARAVILHOSO. Estava morrendo de saudades do carinho do casal <3

    ResponderExcluir
  6. Uau.. kkkkkkkkk
    Ousado esse moço mds!
    Lenaaaaa obg por traduzir e se empenhar tanto por nós 💚💚💚
    Amo nosso Hailouin, nosso vício de cada dia, e só pude continuar acompanhando essas crianças gracas a vc já que a novel foi censurada e cancelada😢. Então obg de novo por cada novel que vc traduz e se enpenha em deixar da melhor maneira possível (msm q eu so acompanhe essa😅).
    Fighting!!!!✊✊

    ResponderExcluir
  7. Socorro!! Kkkkkkkkkk
    Achei q o bai luo yin ficaria um pouco mais irritado dps do q aconteceu, mas acho q dps de tanto treinamento militar ele meio q adiquiriu uma tolerância a mais às ações cruéis do nosso ciúmentinho xiao hai. Huehuehuehue
    Gente...o tenente coronel é mais doido do q eu pensava. Ele gostou tanto do gu hai q msm dps dele ter tostado a virilidade dele, ele ainda idolatra o coitado...oxe!! NÃO CAIA NESSA,GU HAI!!!!
    luo yin, nn deixe q ele faça do seu boy uma cópia bizarra de si msm!!!
    Defenda seu mozão!!! ( *0*)౨
    Necessito mt de mais doses desse vício! Nossasióra!!!@.@
    Próximooo!!!!
    Proximoooo!!!!!!
    Próximo, pleeeeeease!!
    Xeru, lena, sua lindja!!!=3=
    s2 *w*

    ResponderExcluir
  8. E eu pensando que ZLY tava apaixonado pelo BLY XD


    BLY defende teu marido! Ninguém mexe com a esposa de GH! Kkkkjjkjkkjkkj





    Meu deus do céu to mais viciado nisso do que em toddynhu *-*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agora que eu persebi uma coisa
      Se o BLY fosse cruel com o ZLY sera que o ZLY se apaixonaria por ele?

      Excluir
  9. Em primeiro lugar feliz 2018 à cada um que são viciados como eu😍😍 e já na torcida que venha mais emoções com meus dois amores 💋💋💋💋💋💋❤️❤️😘😘😘😘Lena muito obrigada por esses momentos maravilhosos de leitura 😘😘😘😘

    ResponderExcluir
  10. Feliz ano novo, Lenaaaa!!!
    Tudo de bom pra ti e esse ano vc tenha muitas horas vagas pra se divertir ( traduzindo addicted ahsuahau ), muita paz, saude para toda a sua familia e toda a sorte do muuuundo!!
    Lena.... Parece que eu esperei uma eternidade por esse capitulo :(
    Nao tem uma data previa para o proximo? :/
    Bjo bjo bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! ^^

      Infelizmente não posso dar um prazo. Agora tô traduzindo CA e esses capítulos estão um pouco difíceis. hehe

      Excluir
  11. Meu DEEEEEUS, tava pra morrer, Lena. Rsrs Morto com esse final. Sempre duvidei da masculinidade desse coronel... 😑😑😑

    ResponderExcluir
  12. Baobei pelo menos não brigou com o Da Hai ^_^
    Fico com pena dele pq a vida no exército não é moleza, mas ainda bem que ele é cara de pau e continua comendo, quando o Gu Hai xinga kkkkkk

    ResponderExcluir
  13. Gu hai cada vez pior o tempo não consegue amadurecer ele, to ficando com medo desse ciúme doentio dele, to ficando preocupada tbm com essa indiferença do Bai luo yin, Já é a segunda pessoa que o Gu hai machuca por ciúmes e Bai luo nem aí aff, obrigado por postar tava ansiosa pra ler

    ResponderExcluir
  14. Deus do céu! Todos os dias tinha que vim vê. Obrigado!

    ResponderExcluir