Boa tarde!!! ^^/

Eu queria postar esse capítulo ontem à noite, mas não deu tempo, então hoje vamos ter, no mínimo, 3 capítulos. Um detalhe: acho que só com as postagens de hoje já vai dar pra fazer uma limonada. Huahuahuahauahua Estejam avisados, heim! XD

Então vamos lá!

Lena.
ALERTA!
É cada ideia! BWAHAHAHAHA (*≧▽≦)ノシ))
_______________________________________________________





Capítulo X

Tradução: Jhuny


Chin Ching caiu em um sono profundo naquela noite, mas quando acordou o sol ainda não havia saído completamente. O papel da janela ainda estava cinza escuro.
Abraçando a colcha, ele olhou para si mesmo por um tempo antes de perceber que suas roupas haviam sido trocadas e ele não se sentia pegajoso ou desconfortável. Ele ficou maravilhado com o fato de que o homem tomou seu tempo para fornecer cuidados posteriores desta vez.
Ele saiu da cama e deu alguns passos. O homem provavelmente aplicou uma nova camada de remédio, pois sua bunda estava um pouco úmida. Andando, acabou afetando um pouco as feridas, mas não foi nada grave. Ele pegou um manto de algodão e o colocou antes de lavar o rosto e a boca na bacia ao lado da cama [N.T. - tigela com água limpa para fins higiênicos]. Após a limpeza de rotina, ele abriu a porta e uma rajada de vento chuvoso e invernal pertencente ao país do sul o atingiu. O horizonte estava clareando lentamente, mas por perto haviam nuvens grossas e negras que poderiam trazer uma chuva fria mais tarde.
Chin Ching olhou fixamente para o céu até que o frio penetrasse no manto dele e o fizesse tremer. Só então ele se lembrou de ir à cozinha para ferver água quente para se aquecer. Ele se virou para encontrar fumaça saindo da chaminé da cozinha. O fio fino e pálido de fumaça era como um fantasma solitário lutando pela luz do amanhecer cinza por alguns metros antes de se dissipar de má vontade.
"Você ainda está aqui?"
Chin Ching se aproximou e observou pelo outro lado da porta enquanto Shen Liangsheng fazia mingau. Só quando seu nariz coçou e ele espirrou, ele entrou e fechou as portas de madeira atrás dele, impedindo um pouco o frio.
"Que horas são?" Uma vez que as portas estavam fechadas, a cozinha ficou ainda mais escura. Chin Ching gravitava em direção à única fonte de luz, o brilho do fogo do fogão, e pegou um banquinho para se sentar e aquecer as mãos.
"Na metade da Hora da Serpente [9~11 am]." Shen Liangsheng respondeu friamente, revelando ao médico que o sol havia nascido há muito tempo. Foi só porque o tempo estava fechado e o céu estava nublado que o sol ainda não estava visível a essa hora.
"O inverno veio cedo este ano." Depois de se aquecer com as chamas do fogão, ele começou a sentir sonolência novamente e bocejou. Ele achou o banquinho extremamente desconfortável para sua cintura e bunda que ainda estava dolorida. Ele viu Shen Liangsheng pelo canto do olho, então ele simplesmente se encostou na perna do homem. Depois de bocejar de novo, ele deixou as pálpebras se fecharem, parecendo privado de sono.
Shen Liangsheng deixou que ele se apoiasse em sua perna e não respondeu à pequena conversa. Depois de um momento, no entanto, Chin Ching sentiu uma mão em sua cabeça suavemente escovando seus cabelos desatados.
"Você sabe, não precisa fazer isso." Chin Ching olhou para o homem. "Eu não estou culpando você por nada".
O homem parado inclinou a cabeça e olhou para os olhos do médico como se estivesse esperando por mais.
"Shen-hufa, não se esqueça." Chin Ching olhou para trás, sorrindo, os olhos ainda mais sérios e aconchegantes na luz do fogo carmesim. "Eu te amo."
"Chin Ching." Shen Liangsheng escolheu uma resposta diferente dessa vez. Enquanto ele empurrava os fios soltos atrás de suas orelhas, ele respondeu em voz baixa: "Não se esqueça de suas próprias palavras."
Depois de um longo e silencioso contato visual, foi o hufa que se abaixou e beijou os lábios do médico. Com a língua, Shen Liangsheng os fez abrir e capturou a língua do homem, mas ele não avançou mais, apenas brincando com a língua em um jogo sensual. No brilho calmo, o beijo raso parecia manter uma intimidade intangível.
O repentino lamento de um pássaro do pátio quebrou a tranquilidade. Imediatamente, Shen Liangsheng recuou e caminhou até a parte principal da cabana, não voltando por um tempo. Chin Ching deduziu que o homem havia enviado um sinal de fumaça que convocou o pássaro mensageiro da Seita Hsing, e quando ele voltou para a cabana, era como ele havia previsto. Shen Liangsheng estava de pé na mesa escrevendo algo com tinta e papel emprestados. À beira da mesa, estava o pequeno falcão que, assim que entrou, torceu a cabeça para estudar Chin Ching com seus olhos pretos e claros, de aparentando inteligência.
Dada sua discrição, Chin Ching não tentou espiar e simplesmente caminhou até a pequena sala anexa ao quarto principal. Ele encontrou um novo conjunto de lençóis para arrumar a total bagunça que estava a cama.
"Está tudo bem se você tiver algo para resolver", disse Chin Ching ao abrir um novo lençol sobre a cama. "Parece que vai chover em breve. E, você tem um guarda-chuva com você?"
"Não há necessidade". Shen Liangsheng colocou o pincel no devido lugar e dobrou o pequeno papel de arroz antes de colocá-lo no tubo na perna do falcão. Ele caminhou até o quintal para deixar o pássaro ir e, quando voltou, ele tinha com ele uma tigela de mingau quente. Ele viu que o médico já havia se despido e subido na cama, se embrulhando na colcha e encostando na cabeceira da cama, então ele ordenou: "coma antes de dormir".
"Eu não vou dormir." Chin Ching pegou o mingau e falou entre as colheradas: "Está muito frio lá fora, então me perdoe por não poder te acompanhar. Se você tiver tempo..." Ele olhou para o rosto de Shen Liangsheng, mas, como sempre, não conseguiu discernir nada. "Venha novamente quando tiver tempo".
"Eu enviei uma mensagem." O homem mais alto também sentou na cama e observou o médico comer. "Devo partir à noite".
"Mas as estradas são perigosas à noite."
"Não me importa quando eu me familiarizo com elas."
Chin Ching só queria ter pequenas conversas, mas percebeu o significado implícito por trás das palavras do hufa. Ele olhou para cima pensando que era muito complicado encontrar uma resposta decente, então no final ele colocou a colher perto da boca do homem e perguntou: "Quer um pouco?"
Surpreendentemente, Shen Liangsheng abriu a boca e comeu da colher. Chin Ching observou seus lábios finos abrir e fechar e não pôde evitar de se inclinar e roubar um beijo. Depois de se aproveitar do hufa, ele agia como se fosse inocente, seu sorriso dissimulado o fazia parecer um safado de beca.
Quando os dois homens terminaram o mingau juntos, uma colher de cada vez, Shen Liangsheng pegou a tigela e a colocou sobre a mesa. No momento em que ele se virou, Chin Ching arredou liberando um espaço para ele e deu batidinhas no lençol. Havia um sorriso torto em seu rosto, um excelente exemplo de um pequeno homem se sentindo grande: "Deseja se juntar a mim?"
A cama de Chin Ching era bem grande, com teto e dossel, e havia espaço suficiente para dois homens. Na cabeceira da cama havia uma fileira de gavetas escondidas que continha alguns livros para uma ocasional leitura na hora de dormir.
Chin Ching abriu uma gaveta e tirou alguns ao acaso, enquanto Shen Liangsheng tirou as botas e entrou na cama. Este recostou-se contra a cabeceira da cama e puxou o médico para seus braços, o homem e a colcha de uma única vez. Os dois escolheram um livro e começaram a ler com tranquilidade.
Em pouco tempo, começou a chover, mas não muito. O som da chuva era audível apenas porque estava muito quieto dentro da cabana. Uma lâmpada de vidro vulcânico estava na cabeceira da cama. Chin Ching a solicitou especialmente de seu shifu para que ele pudesse ler à noite. A cor do vidro fora aplicada de forma muito fina e brilhava com um degradê de âmbar claro. Várias flores de macieira* foram entalhadas na parte de baixo, onde a cor era mais escura, e, à luz da vela, elas emitiam um toque de sensualidade. [N.T.:  É uma das flores (ver imagens) mais amadas na China e eram encontradas com frequência em jardins imperiais. Ver mais detalhes no fim do capítulo.]

O vento frio e a chuva gelada não podiam entrar nesse espaço. Calmo e quente em uma colcha grossa, Chin Ching tinha uma beleza em seus braços... não, ele estava preso nos braços de uma beleza, folheando um livro sobre uma dinastia de alguns séculos.
Por outro lado, Shen Liangsheng tinha na mão um livro sobre círculos e formações. Não deveria ter sido uma leitura casual, mas por algum motivo havia sido colocado nas gavetas pelo médico. Depois de ler as primeiras páginas, lentamente o hufa se deu conta de algo - Chin Ching provavelmente lia isso com frequência na infância, a julgar pelas linhas ocasionais de caligrafia nas margens em branco. Não eram notas apropriadas, mas pensamentos aleatórios.
«A chuva já dura três dias. Quando o sol vai sair? Hsiao-Rong* disse que queria ir ver as lótus. Estou com medo dela se esquecer disso se esta chuva continuar por mais tempo. » [N.T.: Hsiao - Um prefixo para alguém mais novo ou igual em status com você e expressa familiaridade]
«A’Mao da porta ao lado deu à luz uma ninhada de filhotes. Eu pedi um para criar. Shifu não me deixou. Esse velho rabugento. »
«Eu falei com a Hsiao-Rong. Ela disse que, se eu pedisse um, ela cuidaria dele, mas a mãe dela também disse que não. »
«Eu sabia que não deveria sair quando aquele período tivesse se aproximando, mas não consegui evitar. Hsiao-Rong estava ao meu lado quando o ataque aconteceu. Ela ficou muito assustada. Disse a ela que isso era como quando as garotas têm aquele sangramento. Quando tiver que vim, ele vem. Quando acaba, tudo fica bem. No fim, acabei sendo repreendido por ela. O que eu fiz?»
"Shifu me deixou de castigo por dois meses por causa disso. Oh Buda, por favor me resgate. »
«Sai escondido para me encontrar com Hsiao-Rong, mas fui pego por Shifu antes de sair do beco. Agora são três meses. Merda. »
«Eu acho que estou apaixonado por Hsiao-Rong. Maldição. Agora estou realmente na merda. »
Shen Liangsheng virou página por página. Após quase o tempo de uma vara de incenso ser queimada, Chin Ching se virou para falar e viu as coisas escritas nas páginas. Ele fez uma pausa como se tivesse se lembrado da existência desse livro na gaveta. Ele balançou a cabeça enquanto ria baixinho. "Isso foi há dez anos. Que embaraçoso você ver isso."
"Quantos anos você tinha?" Encarando o livro, Shen Liangsheng virou outra página e perguntou com indiferença.
"Quatorze? Talvez quinze."
"O que aconteceu depois?"
O médico não entendeu, então Shen Liangsheng apontou um dedo para ‘Hsiao-Rong’ e olhou para ele obliquamente.
"Nada aconteceu. Shifu e eu nos mudamos e nunca mais a vi."
"Você se arrepende? Ela era muito querida por você na infância."
"Hah, você está com ciúmes, Shen-hufa?" Chin Ching lançou um olhar divertido para o homem. "Havia uma razão, é claro. Não vou viver muito tempo, então não devo desperdiçar o tempo de uma donzela."
Ao ouvir isso, Shen Liangsheng colocou o livro de lado para observar a expressão do médico, mas ele não encontrou vestígios de tristeza, como se ele não estivesse discutindo sua própria morte.
"Por causa da sua doença?"
"Algo parecido."
"Sem cura?"
"Não havia uma, mas talvez exista agora." Chin Ching também colocou seu livro de lado e se endireitou no abraço do homem. Ele disse enquanto olhava para o homem: "Pedi-lhe um pedaço de huai-meng para encontrar uma."
"Mhm". A expressão de Shen Liangsheng era leve, mais adequada à situação em que o tema da discussão fosse um completo estranho.
"Shen-hufa, sua reação realmente parte meu coração." Chin Ching se inclinou, brincando. "Ou você está dizendo que deseja que minha morte venha cedo para que você possa encontrar um novo marido mais cedo?"
"Chin-taifu". O homem mais alto o puxou para trás e deslizou a mão esquerda debaixo da colcha para tocar a bunda do médico levemente. "Não é sábio esquecer a dor depois que a ferida se cura."
Chin Ching se lembrou de todo o seu sofrimento na noite anterior e sua expressão ficou rígida. Com medo de ficar mais atordoado, ele abriu o livro e retomou a leitura.
Ele agora estava bem comportado, mas a mão de Shen Liangsheng não muito. Permaneceu debaixo dos lençóis e começou a acariciar a coxa do médico sobre as calças antes de se mover para o abdômen, massageando lentamente sobre a camisa.
No início, Chin Ching só sentiu o conforto da massagem, então ele relaxou e deixou o homem trabalhar até que o mesmo abriu a camisa e tocou sua pele nua. Com os dedos deslizando em torno de sua cintura, o médico percebeu o perigo iminente e abaixou seu livro com pressa. Segurando a mão do homem, ele disse com uma careta: "Na verdade, Shen-hufa, minha ferida ainda não se curou. Ainda dói, entende.”
"Não se mova." Shen Liangsheng sussurrou em sua orelha. "Eu vou apenas tocar. Nada mais."
"..." Eles haviam explorado o que era permitido e o que era tabu ao ponto em que o corpo de Chin Ching não tinha mais segredos, mas suas bochechas ainda coraram com a frase relativamente suave. E logo, o rubor se espalhou até suas orelhas.
Talvez por já ter verbalizado suas intenções, Shen Liangsheng começou a deixar sua mão agir livremente. E, como a roupa era um obstáculo, ele optou por tirar o médico dos lençóis limpos, tirando a camisa e suas calças e jogando-as de lado.
A única reação de Chin Ching ao fato de sua roupa interior ser tirada lentamente e jogada de uma maneira indescritivelmente erótica foi suas bochechas ficarem com um tom mais escuro de vermelho. Ele estava maravilhado com a forma como um homem aparentemente respeitável e casto podia ser tão...
Tão... o que exatamente? Mas nem mesmo o Chin-taifu inteligente e atrevido poderia encontrar uma descrição apropriada agora.
"Parece mediana. A pele, no entanto, é excepcional".
A mão de Shen Liangsheng vagou lentamente sobre o corpo nu - os mamilos, a cintura, as bochechas, as coxas. Chin Ching não conseguia ver os movimentos do homem através da colcha grossa, mas ele podia sentir muito claramente onde sua mão estava indo, a quantidade de pressão aplicada a cada carícia e o fraco formigamento. O membro que havia sido atormentado na noite anterior reagiu gradualmente ao estímulo, e sua respiração acelerou também.
"Mesmo esta parte é macia e sedosa, como a de uma virgem."
Shen Liangsheng tocou cada pedaço de pele que ele poderia tocar e sabia muito bem que o médico estava excitado. Sua palma aberta deslizou até a virilha dele e se fechou em torno do membro. Pouco depois de alguns toques suaves, ele endureceu completamente. Embora não fosse tão grosso ou longo quanto o dele, não era algo para se ignorar. O comprimento reto era delicado e sedoso ao toque, como a pele de um bebê, e o pequeno buraco no topo já estava um pouco úmido.
"…Absurdo".
Chin Ching estava respondendo a "como a de uma virgem", mas Shen Liangsheng interpretou mal, e disse respirando na orelha dele. "Se você não acredita em mim, Chin-taifu, veja por si mesmo".
Antes que o enunciado chegasse ao fim, a mão esquerda de Chin Ching que estava fora da colcha foi levada de volta sob os lençóis por uma das mãos de Shen Liangsheng e, em parte pela força e em parte pela persuasão, começou a tocar seu próprio peito, esfregando repetidamente seus mamilos antes de deslizar juntos para segurar o membro duro. Depois de acariciar um pouco, a mão do hufa deixou para vagar até o saco e sentir os dois globos.
Despertado pelo homem e incapaz de se segurar agora, Chin Ching continuou acariciando enquanto o homem massageava seu saco. Explodindo de prazer, ele gozou em menos de uma hora do chá, deixando os novos lençóis sujos.
Enquanto Chin Ching estava vermelho e ofegante, Shen Liangsheng parecia imperturbado. O último começou a acariciar, então, os mamilos do médico, trocando entre um e outro, como se as duas protuberâncias fossem seus brinquedos pessoais.
"Diga, você nunca se despe quando faz sexo?"
Depois de recuperar o fôlego, Chin Ching se sentou em linha reta escapando da mão do homem e olhou para ele enquanto o questionava. Ele não aguardou a resposta, no entanto, e mergulhou para pegar o nó do cinto com os dentes, desatando-o.
"Sabe, eu tenho pensado em te ver nu por muito tempo".
Pensando consigo mesmo o que o grande santo disse uma vez, é impensável não corresponder, Chin Ching trabalhou em tirar o manto exterior de Shen Liangsheng enquanto o provocava verbalmente. Durante todo o tempo, ele manteve contato visual com o homem para que ele pudesse abortar a missão se o perigo se apresentasse. Essa era a desvantagem de ser mais fraco - apenas aqueles com poder poderiam brincar e escolher belezas como desejassem.
Shen Liangsheng era muito mais resistente ao frio do que uma pessoa normal, apenas colocando uma única camada debaixo de sua túnica exterior mesmo no inverno. A mão de Chin Ching abriu os botões e continuou depois que ele não viu nenhuma objeção no rosto do homem. Quando o peito firme e nu do homem ficou à vista, seu coração acelerou.
Em seguida, ele tirou as calças do homem, e o culpado que foi duas vezes responsável por seu ecstasy torturante, pulou para fora. Sob a luz do vidro vulcânico, sua cabeça estava vermelha, inchada e gotejava, anunciando sua excitação prolongada.
"E eu que pensei que você estava no controle..." Chin Ching bateu levemente no membro, rindo. "Eu não notei isso através da colcha, mas eu aposto que foi difícil se segurar por um bom tempo, hein?"
Shen Liangsheng apenas olhou para ele de forma constante, mas Chin Ching continuou empurrando seus limites, provocando na orelha do homem: "Eu pensei que seu mantra exigia muita força e controle interno. O que há de errado agora?"
"Que tal, ao invés de falar, Chin Ching, você usasse essa sua boca para fazer outra coisa?" [Jhuny: fiquei levemente umidecida aqui kkkkkkkkk]
Quando se tratava de uma batalha de palavras, Shen Liangsheng nunca deixou Chin Ching ter uma vitória fácil. Mais uma vez, ele facilmente silenciou o médico com um único enunciado. O último vacilou e mordeu os lábios, perguntando: "Você realmente quer isso?"
Shen Liangsheng não respondeu, mas sua ação falou alto e claro. Segurando a cabeça do médico, ele a pressionou para baixo. [Jhuny: Shen Liangsheng tá se soltando muito]
Chin Ching deixou o homem guiá-lo até aquela monstruosidade. Quando chegou muito perto, ele fechou os olhos e o colocou na boca, mas só coube metade dele antes de tocar a base da língua.
Chin Ching apenas o segurou em sua boca, e Shen Liangsheng também não o apressou. Depois de dar ao médico um tempo para se acostumar, ele moveu a cabeça do médico para frente e para trás.
Seu membro não era realmente de tamanho usual, tanto que as bochechas de Chin Ching estavam esticadas e doloridas, não deixando espaço para ele explorar. Ele conseguiu usar sua língua para deslizar sobre o comprimento enquanto tentava chupá-lo de alguma forma. Às vezes, ele podia lamber o pequeno buraco e saborear o sabor salgado e almiscarado do fluido do homem. Ele não se sentia enojado e até engoliu com sua própria saliva enquanto olhava para o homem.
Sob a luz da lâmpada, as sobrancelhas de Shen Liangsheng estavam ligeiramente enrugadas e seus olhos parcialmente fechados. Com o nariz alto e os lábios finos, seu semblante pertencia a uma falta de emoção e desejo, mas revelou uma pitada de excitação, o que fez o coração de Chin Ching acelerar novamente. Ele era o único que servia outro homem com a boca, mas ele não podia ajudar seu próprio membro a se sentir excitado também. [Jhuny: Shen Liangsheng, vamos colocar essa boquinha linda para trabalhar também? Obrigado, de nada]
O homem não mostrou nenhum sinal de estar chegando ao clímax, mesmo quando as bochechas de Chin Ching já estavam doloridas para continuar, então ele só podia abandonar a tarefa e rastejar para falar perto da orelha do homem. "Shen-hufa, parece impossível para a minha boca completar o trabalho..." [Jhuny: Ele arregou... tadinho] Após uma pausa, ele abaixou sua voz, falando em um volume quase inaudível, "Você poderia fazer isso com sua própria mão? Eu sempre quis assistir você fazendo isso." [Jhuny: Chin Ching tá todo soltinho. Continua que eu tô gostando disso]
Abrindo os olhos para o pedido, Shen Liangsheng mostrou um meio sorriso ambíguo e respondeu levemente: "Se que você quer tanto, dê uma boa olhada".
Com isso dito, Shen Liangsheng realmente tomou conta de seu próprio membro e começou a acaricia-lo calmamente sob o olhar do médico. Ele observou o homem nu ajoelhado antes que ele começasse a ficar excitado novamente e, aparentemente impaciente, se inclinando para colocar sua nova ereção contra sua mão, pedindo silenciosamente, "Me ajude também". [Jhuny: esse capítulo tá muito ousado, nem sei mais quais as palavras que eu deveria usar]
Shen Liangsheng colocou seu braço livre ao redor do médico e pressionou seus corpos juntos, peito ao peito, membro com membro. De um lado para outro, os dois membros se esfregaram um contra o outro, uma cabeça molhando a outra.
Abraçando o homem mais alto, Chin Ching gemeu palavras doces e calmas na orelha do homem. "Você... é tão bom... assim..."
"Oh?" Com as sobrancelhas levantadas, Shen Liangsheng alcançou a bunda do médico e enfiou um dedo com a pomada sendo usada como lubrificante. "Não se sente melhor dentro de você?"
"É melhor você não..." Chin Ching voltou à realidade depois da observação ameaçadora. "Nós podemos discutir isso da próxima vez".
"Você deveria ter considerado isso antes de me tentar. É tarde demais para se fingir de inocente agora. Chin Ching, você é obrigado a causar problemas com essa atitude imprudente sua."
Curiosamente, Chin Ching não respondeu após o enunciado, mas, em vez disso, olhou para ele com um sorriso. Só depois de muito tempo ele falou. "Não é frequente eu ouvir você dizer tantas palavras." Ele fez uma pausa e depois acrescentou: "Eu te amo".
Shen Liangsheng manteve o contato visual, mas ficou silenciosamente parado e acelerou as mãos. Ele acariciou seus comprimentos juntos em sua mão esquerda enquanto ele deslizava um dedo da outra mão dentro e fora de Chin Ching, roçando num certo ponto sensível de vez em quando. Logo depois, ele fez com que o médico chegasse novamente ao clímax, mas talvez por causa da primeira vez, Chin Ching não gozou tanto e ficou imóvel e ofegante no peito do homem mais alto.
"Você está mais magro do que quando eu conheci você." Shen Liangsheng ainda estava totalmente ereto, mas parecia não ter pressa. Ele acariciou as costas do médico e traçou caminho até seus ombros.
"Sim. Talvez em breve eu esteja a caminho da iluminação e do outro mundo. Você gostaria que eu o acompanhasse?"
"Chin Ching". Mas Shen Liangsheng respondeu com uma pergunta não relacionada. "Você continua mencionando o amor, mas por que você não está preocupado que você possa desperdiçar o tempo de alguém desta vez?"
"Bem, eu também tenho uma pergunta para você!" Chin Ching continuou a brincadeira rindo alegremente. "Depois que eu morrer, você terá problema em encontrar um marido ou uma esposa? Caso contrário, por que eu deveria me preocupar?"
Não devolvendo as brincadeiras, Shen Liangsheng pressionou a cabeça do médico de novo, comandando: "Me chupe um pouco mais". [Jhuny: Dessa vez foi você quem ficou sem palavras Shen Liangsheng. E bem abusado você]
O obediente Chin Ching fez o que lhe foi dito, mas o homem mais alto não o poupou desta vez. Ele empurrou para dentro da cavidade quente até que a saliva driblasse todas as palavras do médico e ele mal pudesse respirar, e as lágrimas enchessem seus olhos. Só então o hufa liberou sua carga quente na boca do homem, mas ele não puxou seu membro pra fora e, em vez disso, forçou o homem a engolir a maior parte.
"Cof cof cof". A reação de Chin Ching não foi uma que se originou em desgosto, mas sim porque ele acabou se engasgando. Quando ele falou novamente, sua voz estava muito rouca.
"Tenha a certeza, Shen Liangsheng..." Chin Ching olhou para o homem com uma mão no peito, como se ele ainda estivesse recuperando o folego, e a outra mão limpando gotas leitosas que escapavam pelo canto de seus lábios. "Você e eu terminaremos somente quando a morte nos separar."
_______________________________
Nota de Tradução:
Na verdade, o nome de referência das flores gravadas na vela de CC não é “macieira” e sim Crabapple. Coloquei como flor de macieira porque não achei o nome equivalente em português.
A crabapple é uma espécie de macieira que só dá frutos com menos de 5cm de diâmetro. As duas árvores são do mesmo Gênero, Malus, da Família Rosaceae. É uma árvore que não exige muito cuidado, podem ser plantadas em qualquer local que tenha um solo bem drenado e pegue sol por, pelo menos, 8 horas no dia.
A fruta da crabapple raramente é consumida crua porque é muito azeda, amarga ou amadeirada – isso vai depender do tipo de crabapple. Apesar disso, são plantadas principalmente como árvores ornamentais; são extremamente populares para serem plantadas perto de escolas, parques, autoestradas e residências. Florescem na primavera e ficam cheias de flores (como as Sakura)! As cores das flores são, mais comumente, brancas, rosas ou vermelhas, mas podem ser encontradas também em tom salmon e coral. Às vezes, os botões têm uma cor diferente das flores, o que faz a árvore ter duas aparências diferentes durante a floração.
Bem, com isso tudo, acho que dá pra entender porque é tão popular, né? Em mandarim 海棠花 (hăitáng huā?) é uma das mais amadas na China e eram encontradas com frequência em jardins imperiais. Muitos poemas e canções de elogios e admiração a essa flor podem ser encontradas em toda a história chinesa, mas talvez a história mais famosa seja a do Imperador Xuanzong de Tang (685 – 762) comparando o rosto adormecido de sua mais amada concubina, Consorte Imperial Yang (imagem abaixo) – que é considerada uma das Quatros Belezas da China – à flor 海棠花.

17 Comentários

  1. Respostas
    1. Kkkkkkkkkkkkk três caoítulos seguidos... até eu tô desmaiado

      Excluir
  2. Amo essa historia, um cap melhor que o outro,SL apaixonado no fofo do Chin Ching, morri com o alerta,é muita criatividade, adorei kkkkk, bjs !

    ResponderExcluir
  3. Obg por mais esse cap💖 to amando essa estoria. Aguardo ansiosa os prox caps. 😉😘

    ResponderExcluir
  4. Mas gente q isso ele ta possuido

    ResponderExcluir
  5. Berrei tanto nesse capítulo kkkkk
    Obrigada pelas notas sobre a flor, foi realmente muito interessante e eu a achei tão bela, juntamente a comparação digna à concubina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lívia, agradeça a Lena. Ela que pesquisou sobre essa flor. Lena como sempre, salvando minha vida.
      E eu espero que os berros tenham sido aqueles de surpresa e de paixão por esses dois ♡

      Excluir
  6. Respostas
    1. Ahahahahahahahah eles juntos assim, são fofos

      Excluir
  7. Amei 😍😍😍 e gaitei muito com a foto 😂😂😂😂 ai meu Deus esses 2 🙈🙈🙈 Obrigado 💕💕

    ResponderExcluir
  8. O SL tá caidinho de amor pelo Chin Ching!! Awwww 💕

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Digamos que ele está se soltando mais com o CC...

      Excluir